sábado, 28 de março de 2009

Mente “amiga”

É mais forte que eu,
Eu tento escapar, eu luto eu reluto e nada.
Que vontade que tenho de sumir do mapa,
Mas não tem como, parece um vício.
Um vício louco que me alucina e me mata,
Mas um dia. Eu venço, enquanto não consigo
Vou seguindo em frente com esse “amigo”
Impregnado em minha mente.
Que me fala o que devo fazer e o que não,
Que me ensina o certo e o errado,
Engraçado você depender de sua mente,
Mas, antes a minha que a sua (ingrata)
A minha não fere, a minha não cala, a minha só fala,
Mente amante, alucinante, mente sinistra, mente amiga.





Autor: Igor Monteiro.

3 comentários:

mara disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
mara disse...

Interessante a forma como vc expressou o duelo do ser humano com sua mente, pensamentos...

Bruno Scaloni disse...

Muito interessante o modo como você conseguiu colocar em palavras o duelo entre o ego e o super ego em sua mente;todos temos o ego e o super ego ele são responsáveis pelas nossas atitudes conscientes e inconscientes;seria interessante você dar uma lida em freud sobre o ego e super ego para entender melhor como se processa esse duelo.
Abraços!
Continue escrevendo seus textos são maravilhosos!

 
;